Os Companheiros do Sagrado Profeta e os seus sacrifícios no caminho de Deus

alislam
Por alislam Junho 7, 2015 08:33

OS COMPANHEIROS DO SAGRADO PROFETA E OS SEUS SACRIFÍCIOS NO CAMINHO DE DEUS

Apresento alguns eventos que mostram o amor que os companheiros do Sagrado Profetasaw tinham para si e para Deus.

Depois de ter aceitado o Islão, Hadrat Ikramara bin Abu Jahl, prometeu que a riqueza que já despendeu contrapondo-se ao islamismo, agora vai despender o seu dobro. E vai lutar o dobro das batalhas para o Islão que antes já lutou contra o Islão. E vimos pelos ditos que ele cumpriu a sua promessa.

Hadrat Abdullah Bin Zaidra tinha muito poucas posses e muitas das vezes nem conseguia arranjar comida para si e para a sua família. Mas mesmo assim quando o Sagrado Profetasaw angariou fundos para cumprir as necessidades do Islão, Hazrat Abdullahra deu tudo que tinha no caminho de Deus.

Quando o seguinte versículo do Sagrado Al-Corão que “nunca vós atingireis a equidade a não ser que despendais daquilo que gostais”, foi revelado, todos os companheiros sacrificaram. Hadrat Abu Talhara dedicou uma propriedade muito valiosa e deu o seu poço ao Sagrado Profetasawque tinha água muito doce.

Depois de casamento de Hadrat Fatimara, a filha do Sagrado Profetasawcom Hadrat Alira, o Sagrado Profetasaw foi visitá-la, ela disse ao Sagrado Profetasaw para pedir uma casa ao Hadrat Hársa bin Numánra. Mas o Sagrado Profetasaw não fez assim e nem se quer lhe deixou saber disso. Mas Hadrat Hársara acabou por saber disso por outo lado e veio ao Sagrado Profetasaw e pediu para ficar com uma das suas casas e depois deu uma casa onde Hadrat Fatimara e Hadrat Alira começaram a viver.

Na batalha de Geshul khabt eram trezentos muçulmanos e sofreram de falta de alimentos e sofreram de tal forma que tiveram de comer as folhas da árvore. Hadrat Qais Bin Sa’ad bin Ubádara pediu três vezes um emprestado de três camelos e forneceu alimento a todo o exército.

Hadrat Sohaibra era um dos primeiros muçulmanos e era muito desamparado. Os inimigos do Islão não lhe deixavam respeitar os ensinamentos do Islão. Por isso, ele pensou em viajar. Quando os seus inimigos souberam sobre a sua migração, disseram-lhe que não podes ir com a tua riqueza, tens de nos dar tudo que tens. O amor que os companheiros do Sagrado Profetasaw tinham para si, para Deus e para a sua religião era muito mais do que as felicidades de mundo. A sua primeira prioridade foi sempre a sua fé. Por isso, ele deixou tudo que tinha e viajou. Quando o Sagrado Profetasaw soube disso disse que “Sohaib apesar de ter deixado tudo ganhou muito”.

Na batalha de Hunain, Hadrat Nofal bin Hárisra comprou três mil lanças para os seus irmãos muçulmanos.

Uma vez Hadrat Sa’ad bin Malikra ficou doente, o Sagrado Profetasaw foi visitá-lo. Hadrat Sa’adra Ficou tão contente que disse ao Sagrado Profetasaw que ó Profeta de Deus, eu quero dar a minha riqueza para a caridade. O Sagrado Profetasaw perguntou o que é que vais deixar para os seus herdeiros. Ele respondeu que pela graça de Deus eles não precisam de nada. Mas o Sagrado Profetasaw disse que não, faça só de um décimo. Mas como ele queria fazer mais então o Sagrado Profetasaw deixou-lhe fazer de um terço.

Uma vez Hadrat Abi Waqásra ficou muito doente e o Sagrado Profetasaw foi visitá-lo. Ele disse ao Sagrado Profetasaw que ó Profeta de Deus, eu tenho muita riqueza e muita propriedade e só tenho uma filha, por isso, quero dar dois terços da minha riqueza para o caminho de Deus, mas o Sagrado Profetasaw não lhe deixou fazer isso. Então, ele perguntou para dar metade da sua riqueza. Mas o Sagrado Profetasaw também não lhe deixou dar metade e disse para dar só a terceira parte da sua riqueza.

Hadrat Talhára tinha só 17 ou 18 anos quando aceitou o Islão. Tinha prometido de dar a sua riqueza para os custos das batalhas e cumpriu a sua promessa com muita felicidade. Na batalha de Tabuk quando os muçulmanos estavam a sofrer muitas dificuldades por causa da falta de material da guerra, Hadrat Talhára dedicou uma grande parte da sua riqueza. Quando o versículo do Sagrado Al-Corão que há pessoas que cumpriram a sua promessa com Deus foi revelado, o Sagrado Profetasaw disse a Hadrat Talhára que também és um dessas pessoas.

Hadrat Abd-u-Rehman bin Aufra aceitou o Islão na sua juventude e toda a sua vida esteve a sacrificar no caminho de Deus. Deu duas vezes 40 mil dinares no caminho de Deus. E numa batalha deu quinhentos cavalos e quinhentos camelos. No momento do seu falecimento sacrificou 50 mil dinares e mil cavalos no caminho de Deus. Além disso, disse para dar quatro centos dinares para todos os companheiros de Badr que ainda estavam vivos. E naquele momento estavam vivos cem companheiros de Badr e até Hadrat Usmánra aceitou a sua parte.

Hadrat Khubábra quando aceitou o Islão, tinha um emprestado para receber de um pagão. Quando Hadrat Khubábra pediu-lhe aquilo, ele disse que não vai devolver o seu dinheiro até que deixe o Sagrado Profetasaw e a sua religião. Mas Hadrat Khubábra respondeu-lhe dizendo: “isso nunca pode acontecer mesmo que eu receba ou não o meu dinheiro, nunca vou deixar a minha fé, para uma pequena felicidade do mundo”.

Todos os companheiros do Sagrado Profetasaw estiveram a sacrificar toda a sua vida e não só sacrificaram a sua riqueza mas também deixaram os seus pais e parentes para o Profeta de Deus.

Hadrat Sa’ad bin Abi Waqasra tinha só 19 anos quando teve honra de se tornar muçulmano. Mas, quando a sua mãe soube disso ficou muito zangada e disse-lhe para deixar a sua fé. Mas Hadrat Sa’adra disse que seja o que for não vai deixar a sua fé e a sua religião.

Quando Hadrat Khalid bin Saeedra aceitou o Islão o seu pai ficou muito triste e deixou de comer e beber. E disse que não vai comer nada até que o seu filho deixe o Islão e acabou de falar com ele. Mas mesmo assim Hadrat Khalidra não influenciou nada com aquilo e não deixou o seu Profeta nem para um momento e viajou para Habsha. Com isso tudo o seu pai ficou ainda mais triste e também viajou para o Tá’if.

Hadrat Abu Bakrra era muito rico e toda a sua vida sacrificou a sua riqueza no caminho de Deus. Quando ele aceitou o Islão tinha 40 mil dirhames e deu todo no caminho de Deus. Quando ele viu que muitos escravos depois de terem aceitado o Islão, estão a sofrer muitas dificuldades. Ele comprou muitos daqueles escravos e libertou-os.

Hadrat Usmánra era uma pessoa muito rica e aceitou o Islão com a idade de 34 anos. Quando os muçulmanos viajaram de Meca para a Madina tiveram que sofrer muito. Eles nem se quer encontravam água para beber. Havia só um poço que tinha água limpa, mas aquele poço era de um judeu que normalmente vendia a água. Naquele tempo os muçulmanos não tinham capacidade de comprar a água. Então Hazrat Usmanra comprou aquele poço por vinte mil dirhames para os seus irmãos muçulmanos. Quando o Profeta de Deus mandou os muçulmanos para se prepararem para a batalha de Tabuk. Então, Hadrat Usmánra comprou equipamento de batalha para dez mil muçulmanos, mil camelos e setenta cavalos.

Relata-se nos ditos sobre Hadrat Imam Hassanra que ele sacrificou três vezes metade da sua riqueza no caminho de Deus.

Não eram só estes companheiros que sacrificaram a sua vida pelo caminho de Deus. E nem eram só os homens que sacrificavam, mas também as mulheres e as crianças.

Numa batalha Hadrat Khansára disse aos seus quatro filhos que vocês não aceitaram esta religião por causa de qualquer repressão, por isso, vocês têm de sacrificar para esta religião. Todas as pessoas que vieram neste mundo vão morrer um dia, mas é uma felicidade para aquela pessoa que morrer pela causa de Deus. Regressem com sucesso ou então morram pela causa de Deus. Os seus filhos foram na batalha e lutaram com muita coragem e com muita bravura e os quatro tiveram honra de se sacrificarem no caminho de Deus. Quando a sua mãe ouviu isso agradeceu a Deus.

No fim do meu discurso peço a Deus que também nos ajude a fazer sacrifícios no caminho de Deus como os companheiros do Sagrado Profetasaw fizeram. Amin

Tradução em Português Por: Sra. Alia Sadaf

alislam
Por alislam Junho 7, 2015 08:33
Write a comment

No Comments

No Comments Yet!

Let me tell You a sad story ! There are no comments yet, but You can be first one to comment this article.

Write a comment
View comments

Write a comment

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*

Sermão de Sexta-Feira do Califa

Vertical Navigation
Vertical Navigation